Notícias do IPMet

Pesquisar notícias:







Janeiro/2024 com chuva abaixo da média na cidade de Bauru
03/02/2024

O mês de janeiro é climatologicamente o mais chuvoso do ano em Bauru em várias cidades do estado de São Paulo. Neste ano, o mês de janeiro pode ser considerado como atípico, pois registrou um acumulado mensal abaixo do esperado para o mês na cidade de Bauru. Inclusive, continuando com os resultados obtidos nos acumulados de chuva dos dois últimos meses (novembro e dezembro/2023), os quais ficaram abaixo da média climatológica, contribuindo para o déficit hídrico na cidade.

 

O acumulado de chuva mensal ocorrido em Bauru em janeiro/2024 foi de 203,5 mm, inferior á 30% da média climatológica (291 mm), o que indica que choveu apenas 70% da média esperada para o mês. Embora janeiro/2024 tenha apresentado tardes quentes e com pancadas de chuva, típicas do verão, as chuvas foram mal distribuídas e sem registro de ocorrência em vários dias do mês. Os maiores volumes correspondem a 64,3 mm no dia 13/01, 23,4 no dia 18/01 e 58,4mm no dia 21/01, conforme pode ser visto na figura acima.

 

As chuvas foram provenientes de frentes frias que passaram pelo estado e pela formação de áreas de instabilidade decorrentes da combinação do ar quente e úmido que contribuíram para o crescimento das nuvens cumulonimbus, formando alguns temporais que causaram transtornos na área urbana da cidade, com chuva forte, descargas elétricas e fortes rajadas de vento, como destaca-se o dia 18/01 que registrou a maior velocidade de vento no mês, com 69,5 km/h.

 

O mês de janeiro foi bastante quente, com temperaturas elevadas, sendo reflexo da atuação do fenômeno El Niño (aquecimento anormal das águas do oceano Pacífico Equatorial), que iniciou em junho /2023 e que deve continuar provavelmente até o outono. O extremo de temperatura máxima chegou a 37,2°C no dia 07/01 e da temperatura mínima a 15,3°C no dia 26/01.

 

 

Elaboração:

Met. Zildene P. O. Emídio

Para mais detalhes acesse: Produtos -> Balanços Mensais