Notícias do IPMet

Pesquisar notícias:







A PRIMAVERA 2023 COMEÇOU NO DIA 23 DE SETEMBRO
22/09/2023

 O Início da estação da Primavera deste ano (Equinócio da primavera) no Hemisfério Sul é previsto para o dia 23 de setembro de 2023, às 03h50 e termina no dia 22 de dezembro às 00h27min, quando começa a estação do verão (Solstício de verão).

A primavera climatologicamente têm dias de muito calor, tardes quentes que registram vários recordes de temperaturas máximas, além do retorno das chuvas que iniciam em grande parte do país, o plantio das principais culturas de verão.

 Na primavera ocorre grande irregularidade climática, pois a estação é um período de transição entre o inverno (seco) e o verão (chuvoso), permitindo o início na mudança do regime de chuvas e temperaturas, especialmente na região Sudeste do Brasil. Durante a estação as chuvas e as temperaturas vão se elevando gradualmente e o forte aquecimento diurno junto à alta umidade atmosférica, contribuem para a formação de temporais, em forma de pancadas de chuva de caráter isolado, com curta duração e que ocorrerem a partir da tarde, com forte intensidade e geralmente acompanhadas por trovoadas, descargas elétricas, ventos com rajadas e queda granizo. Esses temporais causam sérios transtornos a população e a área urbana, como enchentes, desabamentos de morros, etc.

Os modelos de previsão climática indicam a atuação do fenômeno El Niño (Aquecimento da temperatura do mar no oceano Pacífico Equatorial) de intensidade moderada, e que irá permanecer durante os meses de primavera estendendo-se, por enquanto, até o final do ano. Contudo, a influência do fenômeno para região Sudeste em relação à chuva é pouco conhecida, mas ele pode influenciar a temperatura.

A previsão para a primavera 2023 na Região Sudeste, em particular para o estado de São Paulo, para os próximos três meses é de chuvas abaixo da média em parte da região, principalmente na parte norte da mesma. Para o estado de São Paulo a chuva poderá ocorrer em torno e acima da média, principalmente no sul do estado. As temperaturas tendem a permanecer acima da média em grande parte do estado durante a estação.

Como foi o Inverno em Bauru?

A estação do inverno teve início na quarta-feira, dia 21 de junho de 2023 às 11h58min e é marcada pelas poucas chuvas e baixas temperaturas no centro-sul do Brasil. Basicamente, o inverno para a Região Sudeste do país, com ênfase na cidade de Bauru, contou com baixos índices pluviométricos e temperaturas elevadas.

Em Bauru, o único mês que teve precipitação acima da média foi o mês de junho, com o acumulado de chuva de 71,1 mm ficou em 30% acima da média climatológica do mês (55 mm). O mês de julho com o acumulado mensal de apenas 0,5 mm acabou com precipitação muito abaixo da média, chovendo apenas o equivalente a 1,3% do mês (38 mm). O mês agosto também teve um resultado negativo, pois registrou um acumulado de chuva de 22,1 mm inferior à média em torno de 37%. De um modo geral, o inverno foi seco na cidade, chovendo em média 73% do que é esperado para estação.

Em relação as temperaturas, todos os meses da estação apresentaram temperaturas acima da média mensal, com exceção do mês de junho que teve a média da temperatura mínima igual a climatologia para o mês. De um modo geral, a média da temperatura máxima nos três meses da estação superou em 1,3ºC a climatologia da estação nos respectivos meses. Assim como, a média da temperatura mínima também ficou acima em 0,8ºC. Um fator importante no inverno de 2023 foi presença do fenômeno El Niño que tende a elevar as temperaturas para a região Sudeste do país. No mês de agosto/2023 ocorreu maior extremo da temperatura máxima neste mês, desde 2001, com 35,8ºC no dia 24/08 conforme os dados da estação automática do IPMET. Com temperaturas elevadas e poca chuva, o percentual de umidade do ar também foi baixo na maioria das tardes da estação do inverno.

Elaboração:

Met. Zildene P. O. Emídio

Bruna Letícia Andrade e Guilherme Almeida dos Santos: discentes do Curso de Meteorologia da Unesp/Bauru e estagiários do IPMet.